Ads Top

ALERTA: Com a taxa de crescimento atual, Bahia não terá mais leitos de UTI disponíveis na primeira semana de junho




Os leitos de UTI podem chegar no colapso na primeira semana de junho, segundo estimativa do governador Rui Costa. Em entrevista à Globo News, no início da tarde desta quinta-feira (14) Rui lembrou que a agressividade do vírus em algumas pessoas deve ser estudada pela ciência.
“Esse vírus é muito traiçoeiro. A agressividade desse vírus para algumas pessoas é impressionante. A ciência haverá de descobrir em um futuro breve o motivo de algumas pessoas não apresentarem sintomas e outras, quando descobre, em menos de 24h a pessoa já foi a óbito, mesmo tendo toda assistência imediata”, afirmou o governador.
Ele lembrou o caso de um médico que estava trabalhando, sentiu falta de ar e morreu em poucas horas, vítima da Covid-19. Segundo a taxa de crescimento na Bahia, Rui estima que os leitos na Bahia chegaram ao fim no início de junho.
“Então, nós estamos projetando, com a atual taxa de crescimento no estado, que chegaremos ao limite da oferta possível de leitos de UTI na primeira semana de junho. É a nossa projeção. Por isso estamos “apertando” as cidades com maior taxas pra tentar alongar isso.
É algo muito contraditório, quanto mais a gente alonga pra salvar vidas humanas, mais a gente estende o prazo da restrição do convívio e fica pouco previsível o retorno. Hoje não saberia dizer que momento a gente poderia voltar com segurança”, afirmou o governador.
Ele explicou ainda que a Bahia adotou uma estratégia regional, e alguns municípios, que não registraram casos nos últimos 14 dias e não fazem fronteiras com municípios infectados, não possuem restrição por parte do governo.
Aqui adotamos desde o início a suspensão do transporte intermunicipal. Salvador não tem mais comunicação com nenhuma cidade da Bahia e todas as cidades que tem casos nos últimos 14 dias nós suspendemos qualquer comunicação de transporte público. (VN)

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.