Educação no governo Rui Costa teve um dos piores índices do Ideb do país; “Anúncios não saem do papel”


Não são poucas as críticas ao setor de Educação do governo Rui Costa (PT) no interior da Bahia. Pasta foi comandada pelo então secretário Jerônimo Rodrigues (PT), atual pré-candidato à sucessão do ‘Correria’. Denúncias publicadas pelo Jornal da Chapada apontam para o fechamento de escolas no campo, falta de infraestrutura e muita “falácia educacional”.

Prefeitos do interior têm elevado o tom das críticas ao governador petista após o estado ter ficado com um dos piores Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). E em toda cidade que o governador visita assina ordem de serviços para construção de novos colégios. “Rui teve oito anos para pensar na Educação e não pensou, será que essas obras anunciadas vão sair do papel? É esperar para ver, mas parecem mais uma das suas falácias”, dispara um gestor que preferiu o anonimato. “Não bote meu nome, ele e sua equipe são vingativos”, completa.

Os resultados do Ideb de 2019 e os números não são animadores: a Bahia teve o terceiro pior desempenho do Brasil entre os alunos do Ensino Médio. Empatado com o Rio Grande do Norte, a nota dos baianos – 3,5 – só foi pior do que a dos estudantes do Amapá e Pará (3,4) e está longe da meta estipulada para este ano, que era de 4,5. A média brasileira foi de 4,2, também abaixo do previsto, de 5,0.

Se for avaliar o governo do estado, outro índice negativo para a educação da Bahia chama a atenção. Desta vez em um estudo realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), o estado ficou em último lugar, com nota 0, no Índice de Educação à Distância, divulgado. Se for comparar com Salvador, a capital ficou em primeiro lugar entre as capitais brasileiras, com nota 5, muito superior à média das demais cidades, de 1,59. “É um governador de construção de escolas, não de educação. Não investiu em formação e agora quer fazer tudo por cima de pau e pedra”, critica uma secretária municipal de Educação.

Escola estadual fechando
Não são só os prefeitos que estão criticando o governo estadual no setor de educação. Os estudantes do Colégio Estadual do Campo Rodolfo de Abreu, na zona rural de Jussiape, na Chapada Diamantina, realizaram uma série de protestos contra o fechamento da unidade escolar pelo governador Rui Costa. Essa decisão do fechamento foi anunciada no último dia 30 de março, mesmo dia em que o colégio completava os seus 72 anos. “Está explicado porque o Ideb é baixo e um dos piores do país”, critica grupos de pais (leia mais aqui).

*Jornal da Chapada






Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.